> História

 

Breve Histórico

     

    História de Jucati

    Jucatí é, sem dúvida, uma pequena cidade. Seu povo é simples mas é bom, suas terras férteis, seu céu parece mais azul suas mulheres são mais bonitas, enfim, Jucatí é só beleza.
    Claro que todo amante adora valoriza a sua amada, apesar de seus defeitos. E    é claro e normal que todo filho exalte sua mãe. É assim e por isso que os filhos de Jucatí gostam de sua terra.
    Jucatí foi Ouricuri, depois foi Pindorama, para em seguida, receber o nome que tem hoje. Ouricuri originou-se de uma tribo que do mesmo nome que habitava os arredores da povoação de Jupi nos anos de 1926. É mais ou menos esse o ano de nascimento de Jucatí. Tanto é que 17 de fevereiro de 1929 houve a primeira feira livre da povoação.  Assim a gente resume um pouco da história de Jucatí, diríamos que da sua primeira feira até agora, isto é, a sua emancipação, transcorrem apenas 65 anos.  É isso ai. Jucatí é uma cidade Jovem. Por isso terá força para superar os percalços da e consequentemente vencer todos os obstáculos.
    Jucatí foi emancipada no dia 1º  de outubro de 1991, pela Lei nº 10.624 sancionada pelo  Governador Joaquim Francisco. O projeto de emancipação  nasceu da oportuna  iniciativa do Deputado  Marco Antônio Dourado natural de Lajedo,   mas com raízes politicas na                            ex-Pindorama , já que seu pai o ex-deputado Antônio Dourado Cavalcante já foram votado há vinte anos em Jucatí.
    Antes de para com a história, lembramo-nos das primeiras autoridades constituídas da nova cidade. Seus vereadores são Otacílio Lourenço Silva, Antônio Senildo Silva, Josefa Auta  dos Santos, Eliazar Cordeiro Leonardo, José Lucio da Silva, José Peixoto de Lima, José Cardozo da Silva e Clívio Oliveira de Alencar. O vice prefeito é José Protásio Braga e o prefeito é Expedito Pereira dos Santos.
    Quanto a sua implantação, Jucati recebeu o apoio do então prefeito de Jupi Florisval Protásio, que iniciou a construção dos prédios da Prefeitura e da Câmara Municipal dos vereadores. Jucatí, naturalmente, também agradece a atenção recebida. Esses dois prédios foram concluídos já na administração do prefeito Expedito Pereira. Por fala em Expedito, vejamos o que ele já fez por Jucatí durante esses quatro primeiro meses de governo:

    1. Aquisição de tratores para aração de terra dos agricultores carentes;
    2. Contratação de 08 Caminhos destinados aos escolar;
    3. Melhoria do sistema de coleta de lixo;
    4. Recuperação de uma ambulância;
    5. Contratação de carros pipas além dos que foram contratados pelo governo estadual;
    6. Melhoria de do sistema de abastecimento d’agua do Povoado Neves;
    7. Conclusão dos prédios da Prefeitura e Câmara Municipal de vereadores;
    8. Reforma do prédio para funcionamento da Secretaria Municipal de Educação;
    9. Reforma de várias escolas na zona rural;
    10. Aquisição de recursos junto ao Banco Mundial para reforma e ampliação do Posto de Saúde da cidade;
    11. Contratação de cinco médicos e dois odontólogos, ( um ginecologista, um cirurgião, e um anestesistas) para prestação de serviço a comunidade;
    12. Reforma dos prédios para instalação dos destacamentos Policiais da cidade e do Povoado Neve;
    13. Início das Obras de calcamento da Rua Euclides Moreira (sede);
    14. Início das obras de construção um canal destinado ao desvio de agua para o açude de Jucatí;
    15. Conclusão dos prédios da Prefeitura e Câmara de Vereadores;
    16. Compra de um trator com equipamentos;
    17. Aquisição de uma F-1000;
    18. Reforma do calçamento e galerias da cidade;
    19. Assinatura de convênio com a Justiça para expedição gratuita de registro civis;
    20. Assinatura de convênio com a ação  social para doação de enxovais aos renascidos;